DICAS DE CONCORDÂNCIA

Dicas_Lingua-1

1.    MELHOR ou MELHORES?

A palavra MELHOR só irá para o plural quando for adjetivo: “Eles foram os MELHORES em campo.”
A palavra MELHOR torna-se invariável quando é advérbio (= mais bem): “Eles analisaram MELHOR os fatos”; “Eles se colocaram MELHOR”.
Usamos a forma MAIS BEM antes de particípios verbais: “Os fatos foram MAIS BEM analisados”; “Estes são os esqueletos de macaco MAIS BEM preservados(…) será possível estudar MELHOR seus hábitos…”; “O Corinthians tem vinte e oito pontos e completa o grupo dos oito MAIS BEM colocados”; “Aquele projeto é o melhor, o MAIS BEM planejado”; “O melhor jogador do mundo não é o MAIS BEM pago”; “Ele provou que estava MAIS BEM preparado”; “Quem será o brasileiro MAIS BEM colocado?”
A mesma regra se aplica a MAIS MAL, MENOS BEM e MENOS MAL: “Ele é o jogador MAIS MAL pago do futebol brasileiro”; “Nunca vi termo MAIS MAL utilizado que esse.”

2. MENOS ou MENAS?

MENAS não existe. Use sempre MENOS: “Vieram MENOS pessoas que o esperado”; “Isso é de MENOS importância”.

3. MESMO ou MESMA?

MESMO (= próprio) é pronome e deve concordar: “Andreia se refere à salada, e o brigadeiro é ela MESMA que faz”; “Nós MESMOS resolvemos o caso”; “As meninas feriram a si MESMAS”.
MESMO (= até, inclusive) é invariável: “MESMO a diretoria não resolveu o problema”; “MESMO os professores erraram aquela questão”.

4.  BASTANTE ou BASTANTES?

Como advérbio de intensidade é invariável: “Eles trabalharam BASTANTE para chegar até aqui.” “Eles ficaram BASTANTE cansados.” (Neste caso, é preferível usar “MUITO cansados”)
Como pronome indefinido (= antes de um substantivo), deverá concordar com o substantivo: “Está com BASTANTES problemas para resolver.” (É melhor: “MUITOS problemas) “O dia fica aberto, com BASTANTE sol em todas as regiões.” (Simplesmente “com sol” seria melhor)
Devemos evitar o uso de BASTANTE como pronome indefinido.
Como adjetivo (após um substantivo = suficiente), deve concordar com o substantivo: “Ele já tem provas BASTANTES para incriminar o réu.” (É melhor: “provas SUFICIENTES”) “As provas já são BASTANTES para incriminar o réu.” (É melhor: “As provas já são O BASTANTE para incriminar o réu.” / É preferível: “As provas já são SUFICIENTES para incriminar o réu.”)

5. OBRIGADO ou OBRIGADA?

As mulheres devem dizer OBRIGADA: “Muito OBRIGADA, disse ela.”

6. JUNTO ou JUNTOS

É um adjetivo e deve concordar com o substantivo a que se refere: “Os fortes sentimentos vêm JUNTOS”; “Em campo, Romário e Ronaldo JUNTOS”; “Uma vitória que a dupla de atacantes quer comemorar jogando JUNTA por muito tempo ainda”.

Observação 1:

JUNTO A / JUNTO DE (=perto de)
São sinônimos e invariáveis: “Os dois chutes passaram JUNTO À trave”; “Os reservas estão JUNTO DA comissão técnica”; “Os hotéis ficam JUNTO AO viaduto”; “As casas estão JUNTO DA farmácia.”

Observação 2:

Devemos evitar o uso de JUNTO A com outro sentido que não seja de “perto de”: “Ele está preocupado com seu prestígio JUNTO À torcida” (É preferível: “…COM a torcida”) ; “O governo solicitou um empréstimo JUNTO AO Banco Mundial” (É preferível: “…NO Banco Mundial”).

(Fonte: Dicas de Português – Sérgio Nogueira)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

34.994 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress