Incoerência

AdieuEnzoPenna-500x332

Incoerência

Talvez seja tarde para não pensar em nada
Ou cedo demais para pensar em algo
E tenho medo do que não sei sentir
E mais ainda do que sinto sem perceber

O chão se abre sob os meus pés
Nada do que eu faça me impedirá de cair
Todas as nuances da minha sina se mostram
E tudo o que mais quero é fugir de mim

O passado é o meu maior álibi
Mas o que fui se afasta aos poucos
E a confusão se estabelece
A cada minuto do meu dia

Sei que o que não tem futuro
Jamais deveria atormentar o presente
Nem se delinear como expectativa
Porque a dor se torna promessa

Não quero cruzar a fronteira
Ou descobrir que estou perdida
Desejo apenas acalmar essa agonia
Que se instalou do lado de cá de dentro

Elaine Elesbão

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

34.523 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress