PERDAS NECESSÁRIAS

287512_Papel-de-Parede-Loira-Olhando-a-Paisagem_1680x1050

     Cada vez mais somos criados para ter e querer coisas. E ao longo da vida vamos acumulando tudo o que podemos: sonhos, objetos, dinheiro e, inclusive, pessoas.

     Não importa nada do que fazemos ou o que carregamos no nosso interior se não pudermos ostentar para os outros a nossa prosperidade e o quanto somos queridos e populares.

     E nesse processo de obter atenção e admiração, vamos nos escravizando a uma vida que serve mais como outdoor do que como satisfação pessoal.

     Quantos itens temos guardados nos armários, e que não nos servem mais?

     Quantas coisas compramos apenas para tentar tapar os buracos causados por um eu infeliz?

     Quantas pessoas chamamos de amigas sem que exista uma interação sincera?

     Quantos seres já chamamos de amor sem que o sentimento verdadeiro e recíproco fosse prioridade na relação?

      Estamos acostumando-nos a viver de aparências.

     O problema é que esse tipo de vida acaba por nos afastar da gente mesmo. E deixamos de obter o que realmente precisamos para lutar por aquilo que apenas queremos. E querer é muito diferente de precisar. Nem sempre aquilo que queremos, quando conquistado, consegue nos fazer felizes. Mas aquilo de que precisamos, quando alcançado, sempre consegue nos trazer alento.

      A vida é sábia… E se a gente não consegue fazer um limpa nos sentimentos, nos armários e nas relações, ela faz.

    De repente aquele amor, que parecia ser para a vida toda, já não nos toca mais, porque é baseado em posse, egoísmo, cobranças e controle…

     De repente aquele sonho de ser muito bem-sucedido, perde o sentido.

     De repente aquele grupo da amigos, deixa de ser interessante.

     Os de repentes acontecem e a gente descobre que consegue viver com menos e, principalmente, que consegue ser feliz com menos… Pois o menos, muitas vezes, pode significar mais.

     Passamos a valorizar os amigos que não largam as nossas mãos nos momentos difíceis.

     Passamos a ser os amigos que não largam as mãos, mesmo nos piores momentos, daqueles que confiam em nós.

     Passamos a querer em nossas vidas um amor que saiba compartilhar e que nos faça bem.

     Passamos a querer fazer bem para aqueles que amamos.

    Passamos a investir o nosso dinheiro em viagens e em passeios em vez de na compra de bens supérfluos.

    A sabedoria divina vai nos fazendo compreender que algumas perdas são necessárias para que possamos perceber que nem sempre quando perdemos, perdemos. Precisamos nos esvaziar dos nadas para que haja espaço para tudo o que somos e o que podemos vir a ser. Evoluir é isso.

    O importante é entender que nada que não possa ser levado conosco na hora da partida, tem valor. E só conseguimos levar o que cabe em nossos corações.

(Texto de Elaine Elesbão)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
PERDAS NECESSÁRIAS, 5.0 out of 5 based on 2 ratings
Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

34.994 Spam Comments Blocked so far by Spam Free Wordpress