NOVEMBRO – 2013

VIÚVA CINQUENTONA, BRIDGET JONES NÃO BUSCA A PERFEIÇÃO

BRIDGET_JONES__LOUCA_PELO_GAROTO_1380756286P

Ela está de volta. Bridget Jones, a balzaca – agora cinquentona – personagem que conquistou o público feminino no fim dos anos 1990 e começo dos anos 2000, agora é a “louca pelo garoto”. A autora, Helen Fielding, queria escrever sobre outras coisas, mas, segundo afirmou ao jornal The New York Times, a voz de Bridget falou mais alto. E ela retornou.
Bem-sucedida autora do gênero “chick lit” – mais conhecido como comédias românticas –, Fielding vendeu mais de 2 milhões de sua Bridget nos dois primeiros livros dessa trilogia, O Diário de Bridget Jones e Bridget Jones no Limite da Razão. No Brasil, foram 160 mil. O primeiro título também conseguiu um feito. Figurar entre os dez que definem o século XX, segundo o The Guardian, ao lado de medalhões como O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald, e 1984, de George Orwell.
Que novidade apresenta Fielding? Em primeiro lugar, uma Bridget na meia-idade e viúva. Sim, a notícia da morte do personagem emblemático Marc Darcy chocou os fãs. Além disso, é mãe de dois filhos. Bridget não é mais a simpática trintona solteirona, charmosa e atrapalhada, em busca de um grande amor, que ganhou milhares de seguidoras no mundo. Trata-se, agora, de uma mulher mais velha, ainda simpática e atrapalhada, com conflitos diferentes: namorar um homem mais novo e ser uma boa mãe diante das exigências contemporâneas. Entretanto, o charme e a honestidade da personagem continuam intactos. Fielding manteve em Bridget, a moça do diário, a doce habilidade de cometer erros. Erros cômicos e esdrúxulos. Bridget Jones é uma verdadeira heroína “chick lit”. Fazendo oposição às atuais protagonistas de best sellers predominantemente femininos, como Cinquenta Tons de Cinza e Toda Sua, Jones é a tradução da imperfeição e do bom humor. Seu grande trunfo está na sua capacidade de se divertir e ter êxito em situações prosaicas, como controlar o número de mensagens que manda para o namorado ou não se atrasar ao pegar os filhos na escola.
Eternizada pela atriz Renée Zellweger – que a interpretou nos dois longas-metragens adaptados para o cinema –, ainda não se sabe se o terceiro livro será levado às telonas. No entanto, as apostas já estão abertas para os novos papéis masculinos. E as fãs do “chick lit” esperam, ansiosas, pelo “sim” de Zellweger.

(Fonte: Estadão)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

LEIA TRECHO DE ‘LOUCA PELO GAROTO’, O NOVO BRIDGET JONES

Em nova obra de escritora Helen Fielding, personagem aparece cinquentona e sem o marido, o icônico Sr. Darcy.

Em nova obra de escritora Helen Fielding, personagem aparece cinquentona e sem o marido, o icônico Sr. Darcy.

No terceiro livro da série, a icônica personagem Bridget Jones não é mais uma simpática trintona solteirona, charmosa e atrapalhada, em busca de um grande amor, mas uma mulher mais velha, ainda simpática e atrapalhada, com conflitos diferentes: namorar um homem mais novo e ser uma boa mãe diante das exigências contemporâneas:

“Queria que o Mark estivesse aqui. Tive uma súbita lembrança dele com seu pijama formal de advogado, à noite, o vislumbre do pelo no peito, depois de uma súbita lembrança do bom humor diante do caos dos bebês, dele todo general, tentando organizar nós todos, como se aquilo fosse uma espécie de crise internacional, depois vendo o absurdo de tudo e nós morrendo de rir.”
“Ele está perdendo todos esses momentos, pensei. Perdendo os filhos crescendo. Até isso seria engraçado em vez de confuso e assustador. Um de nós ia ter ficado com eles enquanto o outro lavava os lençóis, depois a gente ia voltar para a cama e rir de tudo e… como qualquer outra pessoa vai se deliciar com eles e amá-los como ele amaria, até quando estão sujando tudo de cocô e…”

“0h15 – ‘Mãããee!’ O Billy me arrancou do devaneio. Era uma situação difícil, sem dúvida: todo mundo sujo de cocô e vômito, assustado e passando mal. O ideal seria preparar as crianças e tecidos, colocar Mabel e Billy num banho quente e encontrar lençóis limpos. Mas e se o cocô/vômito continuar? E aí? A água pode ficar tóxica e talvez cheia de cólera, que nem esgoto a céu aberto em campo de refugiados.”

(Fonte: Estadão)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

VENCEDOR DO NOBEL, DRAMATURGO ITALIANO DIZ ESTAR SOFRENDO CENSURA DO VATICANO

Dario Fo

Dario Fo

O escritor e ator italiano Prêmio Nobel de Literatura Dario Fo disse nesta quinta-feira (31) que o Vaticano está censurando a apresentação de um texto de sua mulher, a atriz Franca Rame, morta em maio deste ano.
A peça, que fala da desilusão de Rame com a política, estava programada para estrear em breve no Auditorium Conciliazione, um teatro da Santa Sé nas proximidades da Basílica de São Pedro. De acordo com o intelectual, a “censura” acaba com a alegria que papa Francisco, conhecido por sua humildade, estava proporcionando desde sua nomeação.
Fo, de 87 anos, e sua esposa, morta em 2013 aos 83 anos, escreveram diversas peças que satirizavam a política italiana, a Igreja Católica, entre outros assuntos polêmicos.

(Fonte: Folha de S. Paulo)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

INSCRIÇÕES PARA PROGRAMA OI DE PATROCÍNIOS CULTURAIS FORAM ABERTAS NA QUINTA

Relase 1 - Logo Oi

A Oi abriu na quinta-feira (31) o edital do Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2013/2014, que financia total ou parcialmente projetos de incentivo à cultura aprovados em leis estaduais.
As inscrições podem ser feitas no site do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br) até 2 de dezembro.
O Programa Oi de Patrocínios Culturais tem duas linhas de seleção. A primeira é nacional e contempla projetos de todo o país. Já a segunda, é voltada à programação dos centros culturais Oi Futuro, no Rio e em Belo Horizonte.
Nesta edição do programa, foi criada uma nova categoria, Mobile Art, voltada à arte para celulares e tablets. Além disso, o edital pretende valorizar projetos ligados à tecnologia, favorecendo a circulação da produção cultural.
As outras categorias são Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Cultura Popular, Dança, Intermídia (convergência de linguagens), Música e Pensamento, Tecnologia e Novas Mídias (criação de jogos eletrônicos e aplicativos culturais).

(Fonte: Folha de S. Paulo)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

CRIADOR DO PERSONAGEM ZÉ CARIOCA MORREU AOS 77 ANOS

Renato Canini

Renato Canini

Morreu de mal súbito na noite de quarta-feira (31), aos 77 anos, o ilustrador Renato Canini, conhecido por ser o ilustrador do personagem Zé Carioca, de Walt Disney. A notícia foi divulgada pelo jornal “Diário Popular”, de Pelotas (RS), onde o desenhista vivia com a mulher, Maria de Lourdes Martins Canini.
Segundo o jornal, o enterro será nesta sexta-feira, às 16h. Ilustrador de quadrinhos da editora Abril, que publicava as revistas da Disney, Canini abrasileirou o Zé Carioca, trocando, por exemplo, o paletó e a gravata borboleta da figura original por camiseta.

(Fonte: Bahia Alerta)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

EARTH 2 GANHA NOVO ROTEIRISTA E SUPERMAN ALTERNATIVO

blog-taylor

Com a saída de James Robinson, que cuidará da nova revista mensal do Quarteto Fantástico, na Marvel, a revista Earth 2 (Terra 2, publicada no Brasil em Universo DC) ganhará um novo escritor. A partir do número # 17, Tom Taylor assume os roteiros. A desenhista Nicola Scott continua responsável pela arte.
Taylor ganhou destaque ao escrever a série digital Injustice – Gods Among Us, baseada nogame homônimo, e pelas críticas positivas por este trabalho.
Logo em sua estreia, o roteirista apresentará a versão maligna do Superman da Terra 2. Trata-se de uma trama que remete ao início de Os Novos 52 e às invasões de Darkseid à realidade principal, que deu origem à nova Liga da Justiça; e ao universo paralelo da Terra 2, causando a morte de Superman, Batman e Mulher-Maravilha.
No primeiro arco de histórias da Liga da Justiça, por Geoff Johns e Jim Lee, Darkseid captura o Superman e começa a fazer experimentos com o herói, que é libertado com a ajuda do Batman. Já em Terra 2, o vilão não teve a mesma sorte, uma vez que os heróis se sacrificaram para impedir o ataque de Apokolips.
O tema voltou a ser abordado em Justice League # 23.1 – Darkseid, que mostra a exploração feita por ele através de diversas realidades alternativas, em busca das diferentes versões do Último Filho de Krypton.
Esta versão do Homem de Aço será uma espécie de arauto de Darkseid, preparando o planeta para o reinado do vilão. Senhor Destino e o novo Batman também terão papéis decisivos na aventura, além de ser revelada a origem do Tornado Vermelho.
“Grandes mudanças acontecerão. Novos rostos surgirão, mostraremos a identidade do novo Batman, e a participação do Tornado Vermelho será surpreendente”, disse Taylor.
Clique na galeria abaixo para ampliar algumas páginas.

(Fonte: Universo HQ)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button

REVISTA FRANCESA GÉO VOYAGE LANÇA EDIÇÃO SOBRE AS VIAGENS DE ASTERIX E OBELIX

1382531302_geo_voyage_11_12_2013_fr.downmagaz.com

A revista francesa de turismo Géo Voyage # 16, publicada em 23 de outubro, é uma edição especial sobre as viagens de Asterix e Obelix.
A edição fala das viagens que os personagens fizeram pela Córsega, Andaluzia (Espanha), Suíça, Bélgica, Escócia, Egito, Grécia, Índia, América e diversas regiões da França.
Além dos artigos – ricamente ilustrados com fotografias e ilustrações tiradas das páginas dos álbuns da série – sobre as viagens dos personagens, a revista inclui uma entrevista com Albert Uderzo e seus colegas Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, a equipe criativa de Asterix entre os Pictos.
O principal destaque é uma matéria sobre a Grã-Bretanha, particularmente a Escócia, o cenário das aventuras do novo álbum. A Córsega, a Espanha e a América (da época do descobrimento do continente) também receberam uma atenção maior por parte dos editores.
Um grande mapa, de quatro páginas, mostra os países e as cidades visitados pelos gauleses. A história dos druidas, como Panoramix, é examinada detalhadamente num artigo de Stéphane Siohan, com fotografias de Bertrand Meunier, mostrando a tradição da Gorsedd, a mais antiga associação de druidas do país.
Pra finalizar, a edição traz um artigo sobre o Parc Astérix, um parque temático dos personagens localizado em Plailly, uma cidadezinha a 30 quilômetros de Paris.
Géo Voyage # 16 custa 6,90 euros e tem edição de Jean-Luc Coatalem. O título é uma publicação do grupo Prisma Media, a mesma editora que publicou em setembro a revista Géo Histoire, dedicada a Asterix.

(Fonte: Universo HQ)

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)
Share Button